sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Iara Bernardi X Silas Malafaia: a pesquisa contestável que a deputada apresentou no Programa do Ratinho (SBT)

A oponente de Silas Malafaia deveria estar muito apavorada e exagerou usando uma inverdade. Disse que o Brasil é o País mais homofóbico do mundo. Acho que por falta de tempo para debater, o pastor não contestou isso inteiramente. Mas o fará nas próximas edições do programa Vitória em Cristo, penso eu. Na realidade, as ditaduras islâmicas se destacam no quesito homofobia, ser gay é punido com a morte pelas mãos do Estado. Os números de assassinatos de homossexuais que a ex-deputada apresentou são levantamentos grosseiros, não é um trabalho de pesquisa científica. É uma pesquisa que nem deveria ser chamada de pesquisa. Ela nem quis citar a fonte porque é contestável! Os números apontam que as mortes de homossexuais são todas motivadas por homofobia. Se seguíssimos por este raciocínio, todas as mortes de negros deveriam ser consideradas racismo, só porque o racismo ainda existe na sociedade brasileira. O levantamento que Iara Bernardi apresentou não considera as mortes de gays que morreram brigando entre eles mesmos, nem descreve os casos de crimes ocorridos por quem estava se prostituindo e morreu brigando com cliente por causa do dinheiro. Etc. Enfim, para quem formulou os números tudo é homofobia! Se o pardal fizer "caquinha" na cabeça de um gay, poderá ser tachado pelo elaborador da pesquisa de passáro homofóbico. Essa contabilidade de maneira genérica demonstra que o Brasil não precisa do PL 122/2006.Nós cristãos não odiamos gays.

E.A.G.

Eliseu Antonio Gomes


Penso que vivemos os últimos dias,sempre tenho deixado bem claro em minhas postagens,está lei está querendo incutir nas pessoas que ser homosexual é uma raça e não um comportamento!

Maciel Frederico
Vejam o vídeo:

4 comentários:

  1. Não tenho nenhum preconceito contra o homossexualimo. Todos tem o direito á liberdade e de expressar seus comportamentos, porém o direito do outro termina quando o meu começa.Geralmente os homossexuais principalmente os gays estrapolam no seu comportamento,são atirados gostam de "aparecer", não tem pudor, imagino que se essa lei realmente for assinada, os homossexuais,dominarão a terra e nós seremos seus escravos, pois diante de uma situação de roubo, homicídio, cometidos pelo homossexual nada poderá ser feito, correndo o risco da vítima ser presa caso o homossexual resolva dizer que está sendo vítima de preconceito. Ninguém vai poder fazer nada, pois vão estar resguardado pela lei. No meio hetero tem todo tipo de pessoa de má indole, ladrão, homicida entre outros, com certeza no meio homossexual tmb, ou será QUE todos são santos. será que nas cadeias só tem heteros preso? Temos que parar de pensar somente na preferencia sexual e pensar tmb neste sentido. Será que nunca um homossexual roubou, matou, trapaciou? Impossível. E se alguém da família dessa deputada, fosse morta pelo homossexual? Ela que aguarde pois se essa lei for aprovada todos nós seremos vítima desse homossexual de má indole inclusive ela e sua família. Daqui a pouco o estrupador tmb irá querer, ser resguardado por lei alegando ser doente psicologico, caso ninguém queira defender a lei será preconceito. Quanto a homofobia, temos que saber com quem nos relacionamos, pois colhemos o que foi plantado, que tal fazer uma pesquisa para saber a causa da morte? É preciso raciocinar e isso não é pré conceito é pensar na humanidade como um todo.

    ResponderExcluir
  2. Sou contra essa lei pois ela foi criada para que os homo tenham liberdade de fazer o que bem querer.E nos cidadões comuns temos que ficar calados e aceitar a pouca vergonha que é um homem beijando outro ou uma mulher beijando a outra. Homossexualismo é comportamento é escolha, se eu escolher ter tal comportamento seja ele qual for com certeza vou colher os pós e os contra.Se essa lei for aprovada terão que criar uma lei para cada tipo de comportamento, tipo para tatuados, que escolheram ser tatoar por opção, eles tmb sofrem preconceito e assim vai a lista é grande, essa lei é uma babaquice é coisa de gente atoa, acho que na verdade é essa deputada que quer aparecer, ainda mais esse ano que é ano eleitoral. Fiquem de olho eu já estou...Temos que eleger pessoas que realmente querem fazer algo para a sociedade (SAUDE,EDUCAÇÂO, e outros...)

    ResponderExcluir
  3. Como pode dizerem que esta lei é contra o racismo?
    Pelo que entendo o racismo vem de raça, e raça é origem, vc com ela. Como pode. Homosexualismo é uma opção. Este povo não sabe oque tá falando e mt menos o que tá fazendo. Eu só quero ver explicarem isso para Deus, Por que pensam que estão indo contra os evangélicos, mas estão agredindo diretamente Deus que é o autor e consumador da vida. Ele fez o Homem e da custela do homem ele formou a mulher. Estão indo tota

    ResponderExcluir
  4. Esta semana um pastor de minha igreja disse que a maioria dos homosexuais são "barraqueiros"sorte nossa que a deputada os representou,a grande verdade é que eles insistem em dizer que isso é racismo...eu discordo completamente!Se esta lei ser aprevada,daqui uns anos irão aprovar lei para defender estrupadores pedófilos etc...

    ResponderExcluir